Subscreva a nossa newsletter e receba as últimas novidades no seu email.

logo CEGAA

SFbBox by PSD-Loft.com Website

Pós-venda encheu Exponor e a ARAN foi um dos parceiros

Um total de 168 expositores lotou o recinto da Exponor a semana passada, para a terceira edição da expoMECÂNICA – Salão de Equipamentos, Serviços e Peças Auto.

A ARAN, que é um dos parceiros de sempre da KiKai. a mostra alcançou o melhor registo de visitas de sempre (12.729), num crescimento de 22% relativamente à anterior. Num inquérito de opinião, 97,5% dos visitantes revelou a intenção de voltar no próximo ano. Os números dizem ainda que 94% dos expositores atingiu os objetivos. E alguns dos ingredientes que tornaram «memorável» esta edição - nas palavras de alguns expositores - começavam logo à entrada…


Após os primeiros metros, o Nissan Silvia (um RB25DET de 600 cv) do jovem drifter português André Silva parecia funcionar como uma espécie de pace car do expoMECÂNICA. Mas o cartão-de-visita da Pneurama tinha concorrência um pouco por toda a feira, em diversidade de cor e muitos cv de potência à mistura. Daí que a cadência da terceira volta do Salão acabasse por ser também marcada pelas “bombas” que várias empresas do aftermarket fizeram rolar para os respetivos espaços no certame.


Pedro Azevedo, Sales Unit Manager da multinacional Bahco, explicou com particular acuidade o porquê de tamanha aposta na imagem: “Nestas corridas, um décimo de segundo conta e há soluções que fazem a diferença”. E foi para o sinalizar que a empresa convocou para a feira um Nissan V8 tarimbado nas andanças de Le Mans.

 

ARAN levou carro de Ralycross

 

Mas o Ralycross esteve também representado - através dos 600 cv do Citroën DS3 do piloto luso Pedro Matos, que a ARAN deslocou para o seu stand -, tal como a velocidade do circuito de rampas, por intermédio do Toyota MR2 canarinho que o expositor Gonçalteam posicionou estrategicamente no poleiro de transição para a grelha maior dos acontecimentos.
Foram, no entanto, muitos os olhos – e os pés – que travaram a fundo na alcatifa da Pro4matic. O culpado era só um: um Bentley Continental GT (com motor W12) de 630 cv pintados a preto mate. A Gamobar Peças, por sua vez, não quis nada com a furtividade e desembrulhou um Alfa Romeo 4C Spider (240 cv) amarelo, ao passo que a Lusilectra optou pelo azul elétrico de um vistoso BMW i8. Nada a ver, portanto, com o aparato militar do Jeep J8 (com torre para armas de grande calibre) que a AFN – Acessórios 4x4 levou para o Salão, enquanto especialista deste segmento.